The best bookmaker bet365

Дървен материал от www.emsien3.com

Novidades

Dez06

Israel: Time de Angélica leva a melhor em duelo contra Logan Tom

Categories // Novidades

Israel: Time de Angélica leva a melhor em duelo contra Logan Tom

No último final de semana, o Hapoel Kfar Saba, equipe israelense que conta com a oposto/ponteira Angélica e a levantadora Marcelinha, conquistou a sétima vitória seguida no campeonato nacional e segue na liderança. A partida aconteceu contra o Maccabi Haifa, da ponteira norte-americana Logan Tom, e terminou em 3 sets a 2 (22/25, 25/22, 25/19, 25/15 e 15/7). Haopel defende o título nesta temporada.

 

Novamente, as brasileiras se destacaram. Marcelinha, com boa distribuição de bola, fez todas as atacantes pontuarem bastante. Angélica marcou 13 vezes e segue em crescente na posição de ponteira, já que atuava como oposto antes de deixar o país.

 

“O Maccabi é um dos melhores clubes daqui. O time é bem organizado e coloca muita pressão no saque. Jogamos com a torcida contra, que é bem chata (risos), mas conseguimos levar a melhor. Seguimos as instruções táticas e fomos para cima. Assim, conseguimos anular as melhores atacantes do Haifa. Foi uma grande vitória”, comemorou Angélica.

 

Apesar da derrota, Logan Tom também teve boa atuação. Ao todo, ela marcou 22 pontos e foi a mais efetiva da sua equipe. A ponteira, que já rodou o mundo, estava no voleibol da Nova Zelândia e chegou recentemente ao clube.

MDV PRESS

Out27

Pela manutenção da invencibilidade do Pinheiros na Superliga, Diana e Milka prometem muita luta contra o Dentil Praia

Categories // Novidades

Pela manutenção da invencibilidade do Pinheiros na Superliga, Diana e Milka prometem muita luta contra o Dentil Praia

O time feminino de voleibol do Esporte Clube Pinheiros começou a Superliga 2017/18 com tudo. Nas duas primeiras rodadas da competição, a equipe da capital paulista derrotou o Bauru Vôlei e o poderoso Camponesa Minas.

 

O triunfo diante das mineiras ocorreu em Belo Horizonte e foi decidido somente no tie-break, quando as pinheirenses liquidaram a partida e conquistaram a segunda vitória na Superliga. Na ocasião, a levantadora Diana foi eleita por votação popular como a melhor atleta em quadra e levou o Troféu Viva Vôlei. No entanto, a jogadora fez questão de dar a premiação para a central Milka. “Foi uma partida que eu não estava bem e a Milka vem jogando muito bem desde o Paulista, apresentando um vôlei de alto nível. Ela merecia esse prêmio. Com as mudanças que o Paulinho (técnico da equipe) fez durante o jogo, conseguimos mais esse importante resultado”, explicou.

 

Responsável por 16 pontos contra o Camponesa Minas, a campeã mundial sub-23, Milka, se emocionou com a homenagem. “Receber o Viva Vôlei das mãos da Diana foi extremamente gratificante e eu realmente não esperava. A gente sempre pensa em ajudar a equipe, e no meu caso, nunca vou pensar em somente me destacar. No próprio dia da nossa vitória em Belo Horizonte, falei para ela que o troféu era para o time inteiro, pois como o vôlei é um esporte coletivo, não teria como eu me destacar no jogo sem a levantadora, sem a líbero e todas as outras meninas. Então um pedacinho desse reconhecimento é para cada uma, inclusive para as que não estavam em quadra, porque também ajudam muito na vibração, nos toques que nos dão durante as paradas e quanto ao apoio como um todo”. 

 

Pela terceira rodada da competição nacional, o Pinheiros terá um forte adversário pela frente: o Dentil Praia, um dos candidatos ao título. Mas Milka não se intimida e promete muita luta para o desafio desta sexta-feira, entre dois dos invictos da Superliga. “Essa invencibilidade é resultado do nosso trabalho e da batalha no dia a dia, nos treinamentos. Acho que para manter isso, a vontade e a garra também serão fundamentais, já que tecnicamente todos os times do torneio estão muito equiparados. Vendo as últimas partidas é possível observar que leva a melhor quem erra menos e tem mais força de vontade, então creio que isso pode ser um diferencial contra o Praia, somado a nossa união”, finalizou.

 

Pinheiros e Dentil Praia Clube se enfrentam na noite desta sexta-feira (27/10), às 21h30, no ginásio do Esporte Clube Pinheiros e com transmissão ao vivo do Sportv 2. 

Out25

Central com maior número de pontos na segunda rodada da Superliga Feminina, Mayhara analisa momento pessoal e do Sesc-RJ

Categories // Novidades

Central com maior número de pontos na segunda rodada da Superliga Feminina, Mayhara analisa momento pessoal e do Sesc-RJ

Na última sexta-feira (20/10), o Sesc-RJ não teve vida fácil em seu segundo compromisso na Superliga Feminina 2017/18. Atuando dentro de seu ginásio, as comandadas de Bernardinho precisaram suar a camisa para conquistar a segunda vitória na competição. As anfitriãs derrotaram, de virada, o Hinode Barueri, por 3 sets a 2, com parciais de 24/26, 23/25, 25/22, 25/23 e 15/12.

 

A jovem ponteira Drussyla foi a maior pontuadora do duelo, com 27 pontos, mas outra jogadora que chamou muito a atenção, foi Mayhara. A central teve participação importante e por muitas vezes foi a bola de segurança da equipe carioca, além de contribuir com 21 bolas no chão.

 

Assim como Bia, do Vôlei Nestlé, a jogadora teve a maior pontuação individual entre suas companheiras de posição, na segunda rodada do torneio. “Não tinha noção desta quantidade de pontos. Sabia que tive um bom aproveitamento em relação ao ataque, mas não em números”, comemorou, salientando os 70% de sucesso no fundamento.

 

Ao falar sobre seu momento no Sesc-RJ, Mayhara fez questão de dividir seus méritos com a equipe. “Acredito que ser uma jogadora de segurança varia de acordo com cada jogo. Contra o Barueri, em especial, foi um duelo que fluiu bem com as centrais. Nosso time é bem eficiente no passe e fundo de quadra, então são muitas as chances das centrais terem um bom aproveitamento. Em relação a titularidade, creio que foi uma questão de evolução dentro do grupo. Eu fui preparada para todos os momentos desde que cheguei no Rio, todos os meus treinos foram preparatórios para quando eu fosse acionada e a oportunidade chegou”.

 

O confronto contra o Barueri também foi marcado por um momento bastante impactante: a torção de joelho da ponteira Gabi Guimarães (Gabiru). Mayhara estava ao lado da jogadora no instante do incidente. “Me passou uma grande tristeza em perceber que foi uma lesão séria e pelo fato de saber que poderíamos perder uma companheira de equipe que fará muita falta. Não consigo imaginar o que é passar por isso. Nós atletas estamos sujeitas diariamente, mas é difícil essa realidade que muitos precisam superar”, lamentou.

 

Sobre o que o torcedor pode esperar do time comandado por Bernardinho nos próximos desafios, a central é enfática. “Não vai faltar muita garra e união. Precisamos suprir a falta das grandes jogadoras que ainda não estão 100% recuperadas e vamos nos doar ao máximo para isso”.

 

O próximo jogo do Sesc-RJ é justamente nesta quinta-feira (26/10), contra o Renata Valinhos, às 21h30 e com transmissão do Sportv 2, abrindo a terceira rodada da Superliga.

Out24

Em Israel, Angélica disputa Liga dos Campeões e defendem título nacional

Categories // Novidades

Em Israel,  Angélica disputa Liga dos Campeões e defendem título nacional

Com o fim do projeto em Araraquara, a levantadora Marcela Correa, a Marcelinha, aceitou viver uma experiência inédita na carreira: defender um time em Israel. O país tem uma liga emergente e Marcelinha defende o atual campeão nacional, o Hapoel Kfar Saba.

 

Depois de aceitar o desafio, Marcelinha garante que só tem coisas boas para falar do país e de seu time:

 

“A adaptação foi boa, o clima é bem tranquilo de se adaptar, onde eu moro não faz muito frio, tem praia, enfim, eu adorei o país, a cidade, os dirigentes do clube, as meninas, muitas jogam no clube desde novinhas e outras já jogam há bastante tempo, então a base do time é bem legal. Fui muito bem recebida, as pessoas muito prestativas” – disse a levantadora.

 

 

 

Essa é a segunda temporada da brasileira em Israel. Na primeira, foi campeã nacional com o Kfar Saba:

 

” Foi um ano maravilhoso,  jogamos a CEV Cup e fomos campeãs da superliga, o que nos deu direito a jogar a tão sonhada Champions, o que para a cidade e para o clube está sendo algo histórico, por ser a primeira vez que eles disputam o campeonato mais importante da Europa” – contou Marcelinha.

 

De fato, é a primeira vez na história que o time israelense joga a Champions. Mas por falta de sorte do KfSa, o adversário era um dos maiores times da Polônia, o SkyRes Reszow. As polonesas venceram por 3×1 e 3×0 e eliminaram o time israelense.

 

Mas a brasileira não se abate! Prova disso é que Marcela já garantiu sua permanência, também para a próxima temporada:

 

“Com o final da superliga ano passado eu renovei meu contrato por mais dois anos. A liga de lsrael com certeza não é tão forte quanto a do Brasil, mas tem três ou quatro times fortes que brigam pelo título todo ano. E jogamos o europeu também o que da uma rodagem e visibilidade para todo mundo” – completou.

 

Nesta temporada, Marcela ainda ganhou uma companheira do Brasil. A ponteira Angélica Correa defende o time ao lado da brasileira. Em sua primeira experiência internacional, Angélica também vem aprovando o convívio em Israel:

 

Nossos próximos desafios serão jogar a Cev, onde terá alguns times bons, da França, Suíça … e vamos jogar o campeonato regional de Israel, que começa dia 25 agora! para a cidade é muito importante esses títulos e vamos na busca.

 

“Estou gostando muito da experiência, me adaptei muito bem, em relação à comida, fuso horário, treinamentos, só a parte da comunicação, no começo, era complicada, mas a Marcela me ajudou muito, hoje já está sendo tranquilo.

 

A jogadora contou ainda que trocou de posição. Inicialmente contratada como oposto, Angélica está atuando como ponteira passadora para ajudar o KsFa

 

“Eu fui contratada como oposto, mas estou ajudando meu time jogando na ponta, é sempre bem vinda uma nova experiência e um novo desafio. Estou gostando muito da minha nova equipe, me receberam super bem, me sinto em casa” – finalizou Angélica.

 

MDV Press

Set13

Fran Stedile se destaca em torneio na Finlândia e é eleita a melhor ponteira

Categories // Novidades

Fran Stedile se destaca em torneio na Finlândia e é eleita a melhor ponteira

A ponteira Fran Stedile começou muito bem a temporada, jogando no exterior. Depois de passar pela Indonésia, Fran agora integra o Oriveden Ponnistus, da Finlândia. No último final de semana, a equipe finlandesa chegou à final do Torneio de Salo, contra o Lenningradka, da Rússia.

 

Além do OrPo, de Fran, outros três clubes finlandeses participaram do torneio: LP Viesti, LP Kangasala e LP Vampula. Jogaram também o atual campeão sueco, Engelholm, e o Lenningradka, que joga na elite da liga russa.

 

Na semifinal, o OrPo derrotou o atual campeão finlandês, o LP Viesti, por 3 sets a 1  (23-25, 25-15, 25-21, 25-19). Na final, o Lenningradka da ponteira da seleção russa, Iullia Kutiukova, foi melhor e venceu por 3 sets a 0 (25-13, 25-19, 25-19), conquistando o torneio,

 

Na seleção do campeonato

 

Em sua primeira competição no país, Fran tem motivos para comemorar: a ponteira foi eleita a melhor da competição, ao lado de Kutiukova, do Lenningradka. Fran mora com outra brasileira, a Fran Lemos, ex-Valinhos. Fran contou que o voleibol finlandês é diferente do brasileiro:

 

“O voleibol é diferente pois o brasil tem um jogo mais rapido e um volume maior de jogo, aqui o foco do trabalho é ataque e bloqueio” – disse Fran.

 

No entanto, a ponteira disse que não teve problemas para se adaptar à Finlândia:

 

“Minha adaptação tem sido boa e bastante rápida. Eu moro com outra brasileira, a Fran Lemos, e o nosso técnico é sérvio. O inglês tem sido a principal língua, o que facilitou bastante” – conta Fran.

 

O OrPo das duas brasileiras é um dos times que jogará a divisão principal do próximo campeonato finlandês.

Mar10

Fran Stedile fala sobre os primeiros momentos na Proliga da Indonésia

Categories // Novidades

Fran Stedile fala sobre os primeiros momentos na Proliga da Indonésia

A ponteira Fran Stedile vive um novo momento em sua carreira. Após uma temporada de destaque na equipe de Rio do Sul, a jogadora de 25 anos e 1,81m, aceitou o desafio de atuar na Proliga, da Indonésia. Natural de Brusque, a atleta já está no continente asiático, defendendo as cores do Bandung BJB Pakuan, atual quarto colocado da competição.

 

Com muita empolgação, Fran falou sobre essa nova aventura em sua vida. "Minha motivação maior é alcançar um desenvolvimento profissional e pessoal, pois estou morando em um país diferente, com uma novo idioma e uma cultura muito interessante. Quero evoluir como ser humano, além de conhecer uma nova escola do voleibol. Isso tudo irá abrir novos horizontes e me anima demais".

 

Na maior competição nacional da Indonésia, só se classificam para a Fase Final as quatro primeiras colocadas. Desta forma, a brasileira chegou ao Bandung BJB Pakuan com uma meta estabelecida. "Fui contratada com o objetivo de classificar meu time para a Final Four. Já haviam duas estrangeiras na equipe, uma croata e uma sérvia, e cheguei para substituir a primeira. Estou aqui para agregar ao grupo principalmente no passe e na defesa, pois o volume de jogo era um ponto falho. Além disso, também quero contribuir no ataque e acredito muito em nosso time. Penso que podemos buscar algo além de somente classificar entre os quatro primeiros", concluiu.

 

Em seus primeiros dias no país, Fran ajudou o Bandung BJB Pakuan no triunfo, por 3 sets a 1, diante do BNI 46. Neste final de semana a equipe terá mais dois compromisso para seguir firme na busca pelos primeiros lugares na tabela.

 

Daniel Rodrigues

Fev24

Milka teve um motivo especial para comemorar após a vitória contra o São Caetano

Categories // Novidades

Milka teve um motivo especial para comemorar após a vitória contra o São Caetano

Na noite desta quinta-feira (23/02), o Pinheiros conquistou um importante triunfo pela oitava rodada da Superliga Feminina. Atuando em seu ginásio, o time da capital paulista derrotou o São Caetano, por 3 sets a 0, (25-16, 25-23 e 25-15).

 

Com oito pontos, a central Milka foi eleita a melhor jogadora em quadra e levou o Troféu Viva Vôlei. A campeã mundial Sub-23 vem se destacando bastante na atual temporada e, até o momento, é a 31ª maior pontuadora do campeonato nacional, com 171 bolas no chão, além de ser a 4ª melhor bloqueadora.

 

Milka disputou a Superliga 2015/16 pelo São Bernardo e a atual experiência no Pinheiros lhe rendeu o primeiro Troféu Viva Vôlei de sua carreira, conquistado contra a equipe do ABC. "Vinha buscando esse prêmio há algum tempo, pois nunca tinha ganhado esse Troféu. Temporada passada, pelo São Bernardo, conquistamos somente duas vitorias. Mas agora estou super feliz, pois é uma sensação de trabalho bem feito e sem dúvidas é uma motivação a mais pra continuar trabalhando forte".

 

Faltando apenas três rodadas para a Fase Final da Superliga, o Pinheiros ocupa a oitava colocação, estando somente três pontos atrás do Fluminense, sétimo colocado e próximo adversário da equipe. Diante deste panorama, a central é bastante clara. "Nosso objetivo é subir o máximo possível na tabela para ter uma melhora nos cruzamentos futuros. Teremos confrontos extremamente importantes nas próximas rodadas e iremos dar nosso máximo para atingirmos uma melhor colocação", finalizou.

Fev17

Copel Telecom Maringá pega São Bernardo neste sábado

Categories // Novidades

Copel Telecom Maringá pega São Bernardo neste sábado

O Copel Telecom Maringá está embalado para a disputa da sétima rodada da Superliga Masculina. Após duas vitórias importantes, contra o Juiz de Fora Vôlei e o Caramuru Vôlei Castro, a equipe paranaense está em franca evolução.

 

Um dos destaques do time, o ponteiro Renato Hermely tenta explicar este bom momento. "Vinhamos tendo bastante dificuldade no primeiro turno e com algumas perdas de jogadores lesionados. Não conseguimos terminar a primeira etapa na posição que nós, jogadores e diretoria, tínhamos traçado como objetivo. Neste segundo turno, traçamos algumas metas. Infelizmente não conseguimos vencer dois jogos contra os considerados times grandes, mas vencemos os dois últimos jogos e isto foi muito importante".

 

Sobre o confronto direto contra o São Bernardo, neste sábado, às 11h, o jogador é enfático e ainda revela uma missão da equipe. "Vamos em busca de mais uma vitória. Temos a consciência que nosso caminho até os playoffs não dependerá somente das nossas forças, e que precisamos vencer nossos últimos 5 jogos e ainda torcer contra os adversários diretos pela oitava vaga (Bento e Canoas), mas não iremos desistir".

 

 

Fev14

Anny comenta primeira experiência internacional da carreira

Categories // Novidades

Anny comenta primeira experiência internacional da carreira

Anny Caroliny vive um momento novo em sua trajetória. Após passagens pela equipe de Cascavel, onde disputou a Superliga B, e posteriormente no São Bernardo Vôlei, disputando os Jogos Abertos, Regionais e Campeonato Paulista, a atleta está jogando pela primeira vez no exterior.

 

Aos 24 anos, a central de 1,88m é um dos destaques do Deportivo Alianza, do Peru. Sempre entre as maiores pontuadoras da equipe, Anny e seu time demonstram foco total para conseguirem uma vaga na fase final do campeonato nacional.

 

Diante de tantas novidades, a brasileira não esconde sua empolgação. "Está sendo uma experiência muito bacana. O time tem muitas meninas novas, de 15 até 19 anos, e com bastante talento. O nível do campeonato aqui é bem parecido com uma Superliga B, no Brasil, só que com mais mais equipes. Estou me adaptando bem ao espanhol, já que é bem parecido com o nosso idioma, mas acabo entendendo melhor do que falo", contou.

 

Anny ainda revela um carinho especial por suas companheiras de time, além de contar uma curiosidade sobre suas atuações dentro de quadra. "As meninas são uns amores e me acolheram super bem. Tenho recebido um carinho bem bacana da torcida, tanto nos jogos, como também na rua. É uma experiência muito enriquecedora. Inclusive, algumas vezes estou tendo que entrar pra passar e atacar bolas pela ponta e saída. São coisas que não fazia em jogos há alguns anos, mas que estou gostando bastante", finalizou.

 

Jul13

Em momentos diferentes, Claudinha e Ellen dão suas primeiras impressões sobre a pré-temporada no Dentil/Praia

Categories // Novidades

Em momentos diferentes, Claudinha e Ellen dão suas primeiras impressões sobre a pré-temporada no Dentil/Praia

Há aproximadamente duas semanas, a equipe do Dentil/Praia Clube começou a preparação para a temporada 2016/17. Vice-campeão da última Superliga e uma das sensações do torneio, o clube montou um elenco ainda mais forte para enfrentar os próximos desafios.

 

Um dos destaques no sucesso da equipe mineira e peça fundamental no esquema tático, a levantadoraClaudinha, pelo segundo ano consecutivo em Uberlândia, falou sobre como estão sendo os primeiros trabalhos desta pré-temporada.

 

“Neste início, está sendo visada principalmente a parte física, focada em proteger as articulações, além de dar um reforço para os joelhos e ombros. Estamos fazendo um trabalho muito legal com Pilates, somado a treinos na areia e academia. Isso tudo é muito importante para chegarmos aos treinos fortes com bola, em condições físicas adequadas”.

 

A jogadora também destacou o início do contato com bola, na última segunda-feira. “Começamos com um pouco de domínio, toque, manchete e encaixe. Esse processo é fundamental para o futuro da equipe e os próximos desafios”, completou.

 

Em uma situação diferente, está a ponteira Ellen Braga. A pernambucana, ex-jogadora do Sesi-SP, atuará pela primeira vez na equipe do Dentil/Praia e já está se adaptando ao novo clube. “Tem sido tudo bem tranquilo. O clube é muito bom, estrutura maravilhosa e a cidade é bastante fácil de se adaptar. A parte física está sendo bastante exigida neste início, mas estou gostando demais”.

 

Ellen ainda contou um pouco como está sendo o relacionamento interpessoal nesses primeiros dias. “As meninas são ótimas e o grupo é especial para se trabalhar. Já tinha jogado com a Michelle, Claudinha, Carla e Jú Carrijo, mas deu tempo de conhecer as outras integrantes também. Estou adorando essa nova experiência e tenho certeza que será uma grande temporada para nós”.

 

 

Daniel Rodrigues

Fev02

Clarisse é a maior pontuadora dos três jogos e Stod Volley conquista o título da Liga Nórdica

Categories // Novidades

Clarisse é a maior pontuadora dos três jogos e Stod Volley conquista o título da Liga Nórdica

O final de semana não poderia ter sido melhor para o Stod Volley. As representantes da equipe norueguesa participaram do Final Four da Liga Nórdica e venceram todas as partidas que disputaram, sangrando-se campeãs do torneio. Na sexta-feira (30/01) o triunfo do Stod foi diante do Oslo Volley (Noruega), por 3 sets a 1, no sábado a vitória foi pelo mesmo placar contra o Holte da Dinamarca e, no domingo, o título da competição foi consagrado no êxito, por 3 sets a 0, sobre as suecas do Engelholm.

 

O grande destaque da competição foi a brasileira Clarisse Peixoto, maior pontuadora de sua equipe nos três confrontos do Final Four, com 15, 28 e 21 pontos, respectivamente. Muito feliz com a conquista da competição e suas atuações, a atleta fez questão de ressaltar o espírito de superação do grupo. “Esse título tem um gosto especial, não só para mim, por ser o primeiro internacional, mas acredito que para todos nós do Stod Volley. Perdemos duas jogadoras lesionadas e estamos jogando com duas meios com o pé torcido. O mês de janeiro foi super pesado, pois tínhamos jogos de quatro campeonatos, sem contar as viagens longas. Um calendário como este, com um time reduzido, fica bem desgastante. Estávamos todos cansados e no sacrifício, mas nos matemos focados nos objetivos e está cada vez mais valendo a pena. Sou muito grata por participar desse grupo, pois nunca nos abatemos. É um time que sabe o que quer e que se doa 100% diariamente. Isso recompensa o trabalho duro e, consequentemente, os resultados aparecem”.

 

O Stod tem outro motivo para comemorar. Há alguns dias, a equipe fez história ao derrotar o Azerrail Baku, pelas oitavas de final da CEV Challenge Cup, no Golden Set e garantir vaga para a fase sequente do torneio que será disputada em março, contra o Khimik Yuzhny, da Ucrânia. A cearense Clarisse falou sobre o resultado e ainda o que espera do próximo confronto. “Vencer na CEV Challenge Cup foi emocionante e histórico! Ganhamos na tática e na raça, pois talvez, individualmente, não tínhamos o elenco do Azerrail Baku. Para as quartas de final, vamos jogar contra a equipe campeã ucraniana. São jogadoras altas, potentes no ataque e acredito que será difícil, mas nós estamos motivadas para esse desafio”, concluiu. 

 

Jan15

Stod Volley, de Clarisse Peixoto, derrota Azerrail Baku pelas oitavas da CEV Challenge Cup

Categories // Novidades

Atuando dentro de casa, o Stod Volley, da Noruega, deu um passo importante rumo às quartas de final da CEV Challenge Cup. Nesta terça-feira (14/01), as anfitriãs derrotaram a tradicional equipe do Azerrail Baku, do Azerbaijão, por 3 sets a 1, com parciais de 25-18, 25-18, 22-25 e 27-25. Com o triunfo, o Stod só precisa de mais uma vitória fora de casa, no dia 22/01, para garantir vaga na próxima fase da competição.

 

No confronto desta terça, a brasileira Clarisse brilhou mais uma vez e foi peça fundamental para o resultado positivo de sua equipe, pontuando em 17 oportunidades. Além de sua excelente atuação, a oposto também reconheceu a força e o apoio da torcida. “Jogar em casa e, ainda por cima, vencer é uma experiência incrível. As pessoas estão começando a ir cada vez mais aos jogos de vôlei. A Noruega é o país do ski e o vôlei não é muito popular, mas o Stod Volley está fazendo história e aos poucos estamos conquistando o público norueguês. Isso é uma satisfação imensa. Me sinto realizada vendo o ginásio cheio e as pessoas voltando para casa felizes. Antes do jogo, muita gente achava que não era possível ganhar, pois a equipe de Baku era forte e seria o favorito do confronto, mas mesmo assim elas compareceram ao ginásio e a energia foi contagiante. Nós sentimos a vibração das pessoas e isto nos ajudou demais”.

 

Clarisse ainda ressaltou a importância dos torcedores no momento em que o time foi derrotado no terceiro set. “Sentir este suporte também ajudou a mantermos a cabeça forte no jogo e não nos deixamos abater quando perdemos o terceiro set. Estávamos bem no jogo, sempre na frente, tínhamos o controle o tempo todo e muita confiança. Nós trabalhamos muito duro para esse momento. Porém, este foi só mais um passo e ainda temos muito o que fazer para passar de fase. Sábado vamos jogar a final da Copa Norueguesa contra Oslo e depois temos uma longa viagem até o Azerbaijão. Ou seja, o caminho é longo, mas nós vamos com muita determinação”, concluiu.  

 

Jan14

Técnico Chicão deixa Maranhão Vôlei

Categories // Novidades

Técnico Chicão deixa Maranhão Vôlei

O técnico Chicão não é mais o comandante do Maranhão Vôlei. Foram duas temporadas a frente da equipe na Superliga. A decisão foi tomada em conjunto com os dirigentes logo após a derrota para a equipe do Sesi-SP.

 

“Foram duas temporadas boas para uma equipe nova num projeto. Foi bom ter trabalhado no Maranhão, espero que o projeto evolua e as pessoas que estão em volta do projeto evoluam também”, comentou Chicão.

 

“É muito importante essa parte da estrutura porque o técnico está sempre exposto, mas a torcida não sabe o que ocorre por trás dos bastidores de uma forma geral”, desabafou.

 

Sob o comando do técnico Chicão o Maranhão Vôlei conquistou o vice campeonato da Copa Brasília na temporada passada. Além da medalha, outra grande conquista do técnico foi a evolução pessoal do seu elenco atual. A ponta Priscila Souza e as centrais Larissa Gongra e Adriani terminaram o primeiro turno em destaque nas estatísticas, ficando entre as 10 melhores no ataque, saque e bloqueio respectivamente.

 

“Foram situações prazerosas de se trabalhar, a Adriani veio ano passado para completar o elenco e hoje se tornou peça fundamental, a evolução dela é nítida, tanto que foi convocada para a Seleção Brasileira Sub-22. Já a Priscila veio de uma temporada onde ela não foi tão acionada em Rio do Sul, chegou confiando no meu trabalho e está onde está nas estatísticas de ataque. Larissa veio de cirurgia e cresceu muito. A nossa outra central também, a Taciane evoluiu muito. A Nikolle, nossas líberos, enfim, foi um trabalho que me orgulho muito de ter feito”, analisou o ex-técnico.

 

O Maranhão Vôlei já divulgou o nome do novo técnico, será Paulo Barreto e sua esposa Jaciara Barreto. Osni, auxiliar de Chicão também não fará mais parte da equipe.

 

 “A vida segue para todos, vou tocar a minha vida e a minha carreira num outro projeto. Torço que as atletas que evoluiram na temporada que continuem a crescer! Agradeço a todos os membros da minha comissão técnica pela contribuição e trabalho”, se despediu Chicão. 

 

Dez19

Declaração Oficial do Campeão Olímpico Anderson Rodrigues sobre o Dossiê Vôlei

Categories // Novidades

“Fui atleta durante várias décadas, vi de perto as mudanças de regras e a construção do Centro de Desenvolvimento em Saquarema. Defendi as cores da seleção brasileira por anos e anos. Vivi e convivi de perto com dirigentes, técnicos e todos que investiram esses anos todos em nosso esporte. Viramos exemplo de administração e crescimento para outras categorias.

 

Mas após essas ultimas denúncias, não pude ficar calado, estou decepcionado demais.  Como podem prejudicar pessoas que se dedicam e dedicaram suas vidas em prol do voleibol? Os culpados devem sim ser punidos, para que o nosso esporte, referencia mundial, continue crescendo e volte a ser respeitado por todos.

 

Tenho certeza que tem pessoas honestas e dispostas a esclarecer as verdades, acertar os ponteiros e devolver nosso prestígio. Estou de luto, o vôlei está de luto, mas estou disposto a continuar a ajudar meu esporte, minha vida”.

 

Anderson de Oliveira Rodrigues é Ouro nos Jogos Olímpicos Atenas 2004 e Prata em Pequim 2008. Ouro nos Jogos Pan-americanos Rio 2007 e bronze em Santo Domingo 2003. Bicampeão do Campeonato Mundial (2002/2006).  Hexacampeão da Liga Mundial (2001/2003/2004/2005/2006/2007). Atualmente é auxiliar técnico do time adulto do Camponesa Minas e Técnico da equipe Juvenil do clube mineiro, além de Técnico da Seleção Brasileira Militar.

 

Dez11

Auxiliar do Camponesa/Minas, Anderson comemora mudanças com chegada de Jaqueline ao time

Categories // Novidades

Auxiliar do Camponesa/Minas, Anderson comemora mudanças com chegada de Jaqueline ao time

Acompanhando de perto a evolução e a participação da tradicional equipe do Minas na Superliga, o campeão olímpico em Atenas, Anderson Rodrigues, tem motivos de sobras pra comemorar o reforço de Jaqueline, que chegou nas últimas semanas em Belo Horizonte. 

 

O auxiliar do Camponesa/Minas, aponta a chegada da jogadora como ponto importante, tanto dentro como fora de quadra. “Com o reforço da Jaque, a torcida comparecerá mais aos jogos e o grupo ficou muito mais forte e completo”.

 

Para a continuação da temporada, Anderson acredita em um crescimento ainda maior da equipe. “Ficamos com um time mais competitivo e espero que possamos chegar o mais longe possível. Acredito que ainda podemos evoluir muito, atingir um padrão de time grande e dar grandes alegrias a este clube de tradição, como é o Minas Tênis”.  

 

Online bookmaker Romenia betwin365.webs.com